Parceria elabora diagnóstico da rede pluvial de Santo Ângelo

Parceria elabora diagnóstico da rede pluvial de Santo Ângelo

18 de julho de 2018 0 Por prefeiturasa

Mapeamento realizado por acadêmicos da UFFS vai estabelecer a dimensão, identificar problemas e elaborar projetos e programas para a eficiência do sistema

Após garantir o financiamento junto ao BADESUL, que terá mais de 50% destinado à recuperação da pavimentação asfáltica de 6,5 quilômetros de vias da cidade, agora a iniciativa do Governo Municipal por meio da Secretaria do Meio Ambiente, está voltada à realização de um levantamento minucioso da rede de drenagem pluvial de Santo Ângelo.

Segundo Francisco da Silva Medeiros, secretário do Meio Ambiente, o projeto está sendo viabilizado em parceria com a Universidade Federal da Fronteira do Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, através de um projeto de extensão do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. “O objetivo do diagnóstico é estabelecer o que existe de redes coletoras de água da chuva, inventariando todas as galerias pluviais, bocas de lobo, para estabelecer a dimensão, a orientação, diagnosticar os problemas e buscar soluções visando à eficiência do sistema de drenagem pluvial da cidade”, frisa o secretário.

A verificação está sendo executada de forma gradativa e teve como ponto inicial, a extensão da Avenida Getúlio Vargas. De acordo com o professor Mário Wolski, coordenador de Estágio da UFFS, o projeto de extensão envolve quatro estagiários, supervisionados por três professores universitários e deve estar concluído no espaço de um ano.

INVESTIMENTOS

O prefeito Jacques Barbosa afirmou que o Governo Municipal tem direcionado ações e recursos para conter alagamentos em vários bairros da cidade, atendendo com prioridade os pontos críticos, e citou como exemplo a instalação de rede de drenagem pluvial no Bairro Vera Cruz, gerando segurança e tranquilidade para mais de 60 famílias que enfrentavam problemas em períodos chuvosos há 26 anos. No local, o município está investindo R$ 128,7 mil na instalação de 572 metros de tubulação, com recursos do Fundo de Gestão Compartilhada em Saneamento básico.

No primeiro ano de gestão, o Governo Municipal investiu na construção de mais de um quilômetro de rede de drenagem pluvial na cidade e o prefeito tem anunciado mais obras na área, como a rede na Rua Tenente Fidélis, no Bairro Hortência, que devem ter início em breve. “Estamos seguindo à risca o Programa de Governo que tem como meta ampliar a rede coletora pluvial e estancar os alagamentos. Nosso objetivo é estabelecer metas e gradativamente avançar nos problemas em diferentes pontos da cidade. O mapeamento que está em andamento, faz parte deste programa, preparando a cidade para o futuro”, avaliou Jacques.

Fotos: Fernando Gomes