Empossados membros do Conselho Municipal de Inovação

Empossados membros do Conselho Municipal de Inovação

18 de julho de 2018 0 Por prefeiturasa

Colegiado terá a missão de formular políticas públicas inovadoras e de capacitação tecnológica aliada ao desenvolvimento econômico

O prefeito Jacques Barbosa nomeou nesta terça-feira, 17, os membros do primeiro Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Santo Ângelo, lei do Executivo de 2017 que vem de encontro ao Programa de Governo, de busca de alternativas para o desenvolvimento econômico por meio de projetos inovadores, sustentáveis e com repercussão na geração de emprego e renda. A Lei número 4.195/2017 que criou o conselho, também instituiu a Política Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O atual Conselho será composto por oito integrantes, entre representantes do Governo, da iniciativa privada e da sociedade civil, podendo ser ampliado até doze membros à medida que houver a manifestação de interesse de entidades e instituições. Fazem parte do primeiro grupo de conselheiros, o secretário municipal do Planejamento Jorge Luís Tonetto, Fátima Regina Zan, Romulo Madrid de Mello, Anderson Filipin Romero, André Ruschel, Luís Carlos Pinto da Silva Filho, Fernando Debacco, Geovani Gisler.

POLÍTICA DE INOVAÇÃO

A Lei Municipal que criou a Política Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação por objetivo definir as medidas de promoção e incentivo à inovação, à pesquisa, ao desenvolvimento e a capacitação tecnológica. O Conselho deve acompanhar, criar e desenvolver projetos de inovação para o Município.

O encontro reuniu membros de empresas e instituições de ensino atuantes, como URI de Santo Ângelo e o Instituto Federal Farroupilha, para elaboração de um projeto que viabilize a implantação de soluções nas áreas de ciência, inovação e tecnologia em Santo Ângelo. Segundo o prefeito Jacques Barbosa esse não é um projeto do governo e sim da cidade, porque procura formas diferentes de superar obstáculos. “Criamos parcerias, começamos a ver alguns aspectos, criamos eventos inovadores como a Noite no Museu, Central do Bem. Esses projetos são para que possamos capacitar pessoas e inovar. Temos que fomentar os empreendedores com capacidade para investir em Santo Ângelo”, reforçou o Prefeito. “O conselho é importante, mas só ele também não adianta, precisamos de uma estrutura que nos ofereça suporte prático”, acrescentou Jacques.

Jorge Luís Tonetto, secretário municipal do Planejamento, explicou que é importante formar alianças com entidades, apoiadores e empresas, para buscar uma estruturação do plano na agenda de atualização externa e interna. “Temos que conseguir no conselho, um engajamento que pode alcançar as áreas, no desenvolvimento da cidade. Não podemos ficar esperando, a ideia é que o conselho possa trazer assuntos para refletir aqui”, destaca o secretário.

O Governo Municipal ainda criará uma agenda de encontros e eventos para que o conselho e as entidades apoiadoras possam discutir assuntos de interesse da população, colocando em prática a proposta de uma cidade digital e inovadora.

Texto: João Guilherme Gomes

Fotos: Fernando Gomes