Professora da CNEC Santo Ângelo apresenta trabalho no 2º ToxiLatin, em Porto Alegre

Professora da CNEC Santo Ângelo apresenta trabalho no 2º ToxiLatin, em Porto Alegre

29 de junho de 2018 0 Por admin

Juliana Roncato é professora do curso de Biomedicina da CNEC

No início do mês de junho, a professora do curso de Biomedicina da CNEC Santo Ângelo, Juliana Roncato, participou do 2º Latin American Congress of Clinical and Laboratorial Toxicology, que aconteceu em Porto Alegre.

Na ocasião, a professora apresentou o trabalho “Toxicological comparison between Zein and PCL nanoparticles containing Clove Oil and Eugenol in Caenorhabidtis elegans”, que fará parte da tese de Doutorado. A professora Juliana integra o grupo de pesquisa “Nanotoxicologia em modelo animal alternativo: O verme de vida livre chamado Caenorhabidtis elegans”.

Segundo a professora, “a difusão do conhecimento é o caminho mais promissor para o avanço da ciência. A disseminação do conhecimento já estabelecido abre espaços para novas discussões e descobertas, que norteiam os próximos desafios na área de Toxicologia com base nas preocupações da comunidade científica. O que antes era resumido nos estudos forenses, hoje é a busca pela longevidade e qualidade de vida. Os desafios atuais estão focados na redução dos efeitos toxicológicos em diferentes sistemas vivos, enquanto o tipo de exposição e a quantidade de potenciais agentes tóxicos estão aumentando em exposições a xenobióticos em nanoescala”.

Nesse contexto, o tema do 2º ToxiLatin foi a moderna Toxicologia voltada à saúde e prevenção. Importantes cientistas nacionais e internacionais participaram do congresso para discutir e reduzir as fronteiras do conhecimento sobre o uso de tecnologias destinadas a possíveis estratégias de prevenção de doenças crônicas não transmissíveis causadas por agentes químicos. A nanotoxicologia foi mais uma vez um dos destaques do congresso, portanto, ainda podemos avançar no sentido de garantir o uso seguro de nano-drogas que podem revolucionar inúmeros tratamentos médicos, como a terapia do câncer.

A professora Juliana Roncato acrescenta ainda que “a Toxicologia Moderna difunde, discute e avança para melhorar a qualidade da vida humana, utilizando recursos modernos, modelos alternativos e multidisciplinaridade, peculiar a esta Ciência”.