Santo Ângelo define adesão ao Sistema de Segurança Pública do Estado

Santo Ângelo define adesão ao Sistema de Segurança Pública do Estado

4 de abril de 2018 0 Por prefeiturasa

O prefeito Jacques Barbosa coordenou nesta semana a reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal de Segurança Pública (GGIM), que envolve doze órgãos das três esferas de governo ligadas ao setor, para debater políticas afins e definir estratégias para a área.

Um dos assuntos definidos na reunião foi à adesão do município ao Sistema Integrado de Segurança Pública do Governo do Estado, garantindo que Santo Ângelo tenha acesso aos programas e recursos para o setor.

Entre as abordagens avaliadas como prioritárias pelas autoridades estão à modernização, efetivação e ampliação do videomonitoramento da cidade, sistema que vem dando certo e contribuindo para a redução da criminalidade e prevenção à violência. No entanto, existe a consciência coletiva das autoridades de que o sistema precisa ser aprimorado e ampliar sua abrangência, atingindo outras áreas urbanas que registram grande fluxo de pessoas, de veículos e com altos índices de criminalidade.

Os órgãos de segurança pública e o Governo Municipal defendem a instalação de mais câmeras de vigilância, além das 24 já existentes. “O monitoramento por câmeras é uma ferramenta fundamental na contenção de atos ilícitos, da criminalidade e da violência, e tem sido um grande facilitador do trabalho dos órgãos de segurança Pública”, reconheceu o prefeito Jacques Barbosa.

GGIM

Durante a reunião foi empossado o secretário-executivo do GGIM, Lindomar Cristani dos Santos, que será o agente de relação institucional do Governo Municipal com os órgãos de segurança pública e com a comunidade santo-angelense. Cristani estará atuando em conjunto com os demais setores na elaboração e encaminhamento de projetos para a área de segurança pública e em programas de prevenção à violência e à redução da criminalidade.

Segundo o prefeito, com a posse do secretário-executivo, Santo Ângelo avança em direção às modernas políticas públicas de segurança e habilita-se a buscar recursos junto à União para investir no aprimoramento da segurança à sociedade local.

Fotos: Fernando Gomes