URI reinicia Projeto Viva a Vida com palestras e dinâmica de integração

URI reinicia Projeto Viva a Vida com palestras e dinâmica de integração

9 de março de 2018 0 Por admin

O Projeto Viva a Vida, mantido pela URI Santo Ângelo há mais de 15 anos, iniciou as atividades de 2018 na tarde de quinta-feira, 8, reunindo os participantes no auditório do prédio 5.

A coordenadora do projeto, professora Marli Johan, abriu o encontro observando que “o momento é muito especial por vocês estarem aqui e por ser o Dia Internacional da Mulher. O fato de estarem aqui por livre escolha, é uma conquista da mulher. Já evoluímos mas temos que lutar muito ainda e ajudar outras mulheres a saberem que elas têm direitos. Só em 2017, só no Rio Grande do Sul, 578 mulheres foram mortas pelos companheiros”.

Marli observou que hoje, a pirâmide social do Brasil é diferente. “Antes, era um país de jovens. Hoje não é mais. E este projeto da URI quer oferecer qualidade de vida e estimular a integração social, contribuindo para uma terceira idade saudável”.

Na sequência, o professor da URI, padre Leo Zeno Konzen abençoou o início das atividades e apresentou a Campanha da Fraternidade de 2018, cujo tema é “Fraternidade é superação da violência”, com o lema “Vós sois todos irmãos”, discorrendo sobre a violência “que precisa ser superada, e não enfrentada. Sabemos que colocar militares nas ruas não resolve. Precisamos curar as causas da violência”.

O primeiro encontro do projeto teve palestra com a enfermeira Kelly Sangoi, sobre “Saúde da Mulher nos dias de hoje – Responsabilidade com a Saúde” e foi encerrado com dinâmica a cargo de acadêmicas do curso de Educação Física.

O Projeto Viva a Vida acolhe pessoas aposentadas ou com mais 50 anos, para participarem de atividades no câmpus da URI. Para este ano, são oferecidos grupos de Atividade Física, Dança, Informática e os idiomas Espanhol, Francês e Italiano.