Município discute preparativos finais para a abertura da UPA

Município discute preparativos finais para a abertura da UPA

2 de março de 2018 0 Por prefeiturasa

A comissão do Executivo que trabalha para a abertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Pippi esteve reunida na tarde de quarta-feira, 28, com o prefeito Jacques Barbosa e com o vice-prefeito Bruno Hesse, tratando da elaboração de edital para o processo licitatório de contratação de empresa, cooperativa ou organização visando à prestação de serviços médicos na unidade. A exigência do processo legal de licitação, compromete a abertura da estrutura pública de saúde 24 horas no prazo esperado pelo Governo Municipal.

O secretário da Saúde, Luís Carlos Cavalheiro, explica que as vagas disponibilizadas pelo Município no Processo Seletivo Simplificado para a contratação de profissionais médicos não foram contempladas, por isso, a necessidade de licitação para a prestação do serviço junto à UPA. “São necessários 14 médicos para colocar a unidade em funcionamento. Isso é exigência do Ministério da Saúde. Como não houve número de inscrições suficientes e, consequentemente, o não preenchimento das vagas via seleção pública, o Governo precisa contratar estes profissionais através de licitação”, esclareceu.

De acordo com a comissão, este novo entrave burocrático impede que o Governo Municipal coloque em funcionamento a Unidade de Pronto Atendimento dentro do prazo previsto e desejado pelo Executivo, pois o processo licitatório demanda tempo, com uma tramitação que pode chegar a 90 dias.

O prefeito Jacques, no entanto, tranquiliza a comunidade e reafirma o compromisso da gestão do município de colocar a UPA à disposição da população. “É um compromisso de Governo e pessoal. Obstáculos estão sendo superados e os ritos legais estão sendo cumpridos na sua integralidade e avanços estão acontecendo”, assinalou.

O chefe do Executivo destacou também que a estrutura física da unidade – localizada junto ao Centro Social Urbano, no Bairro Pippi -, está recuperada e pronta para utilização, com Plano de Prevenção e Combate ao Incêndio (PPCI) atualizado, equipamentos médicos e hospitalares em condições de uso e, os demais profissionais de saúde, aguardando o chamamento público.

DOCUMENTAÇÃO

Formada pelo secretário da Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, mais o secretário adjunto Mário Vieira Neto, o diretor Administrativo da UPA, César Ifarraguirre, a coordenadora de enfermagem Andréia Bernardi e o administrador da Secretaria Municipal da Saúde, André Kissel, a comissão também relatou a situação documental da unidade. Conforme o relato, a UPA de Santo Ângelo já está aprovada pelo Conselho Municipal de Saúde e pelo Colegiado Intergestor Regional (CIR), porém, segue em análise pelo Conselho Intergestor Bipartite (CIB).