Município adere ao Programa Internet para Todos

Município adere ao Programa Internet para Todos

25 de janeiro de 2018 0 Por prefeiturasa

Nesta primeira etapa, sete localidades do interior serão contempladas: Parque das Oliveiras, Atafona, Barra do São João, Buriti, Restinga Seca, Colônia Municipal e Comandaí

O prefeito Jacques Barbosa e o vice-prefeito Bruno Hesse, definiram nesta semana a adesão de Santo Ângelo ao Programa Internet para Todos, projeto de inclusão digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que prevê a instalação de internet em localidades do interior que ainda não disponham de acesso.

Nesta primeira etapa do Programa estão sendo inseridas as localidades de Atafona, Buriti, Comandaí, Parque das Oliveiras, Barra do São João, Restinga Seca e Colônia Municipal. A expectativa é de que o processo seja concluído ainda neste primeiro semestre. “Vamos proporcionar que as pessoas que moram nessas localidades tenham condições de contratar um plano de acesso à internet. Hoje isso não existe, mesmo que ela queira. Uma boa parte da população tem telefone celular ou smartphone, mas não consegue usar”, afirmou o prefeito.

Nesta parceria que levará internet às comunidades do interior, o município de Santo Ângelo se compromete a disponibilizar uma área com infraestrutura básica para a instalação dos equipamentos, segurança do local e encaminhar projeto de lei à Câmara de Vereadores isentando a empresa que prestará o serviço de internet banda larga do Imposto Sobre Serviços (ISS).

EMPRESAS

De acordo com o vice-prefeito Bruno Hesse, o MCTIC está com prazo aberto para o credenciamento das empresas santo-angelenses interessadas em prestar os serviços de conexão do Internet para Todos. Para isso, a empresa deve encaminhar para Secretaria de Telecomunicações, em Brasília, um documento com a solicitação. As conexões do programa Internet para Todos serão feitas por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), em órbita desde maio de 2017 e com previsão de 18 anos de vida útil.

Hesse esclarece que o programa Internet para Todos não oferecerá o serviço gratuito, mas a preços reduzidos. “Muitas vezes a empresa tem um ônus grande para manter essa infraestrutura. Então, a empresa que atender essas localidades, por ter essas garantias e isenções, pode oferecer um produto com um preço menor”, avaliou o vice-prefeito.

Foto: Fernando Gomes