Governo Municipal e Ministro Nardes tratam de turismo e desenvolvimento regional

Governo Municipal e Ministro Nardes tratam de turismo e desenvolvimento regional

24 de janeiro de 2018 0 Por prefeiturasa

Obras de ampliação e de infraestrutura no Aeroporto Regional Sepé Tiaraju são consideradas prioritárias pelo Executivo

O prefeito Jacques Barbosa e o vice Bruno Hesse receberam no Centro Administrativo José Alcebíades de Oliveira, na manhã desta quarta-feira, 24, a visita do santo-angelense João Augusto Ribeiro Nardes, Ministro do Tribunal do Tribunal de Contas da União (TCU). Gozando férias na Capital das Missões, o ministro está aproveitando o período para ampliar o diálogo com prefeitos da região defendendo um projeto unificado de desenvolvimento, com foco na área do turismo.

Também estiveram em pauta durante o encontro, o cenário político nacional, a Reforma da Previdência e projetos de interesse de Santo Ângelo e região. Acompanharam a visita o secretário Executivo da FUNMISSÕES, Marcos Mattos, e os vereadores Dionísio Faganello e Pedro Waszkiewicz.

O projeto de ampliação do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju foi tema abordado pelo prefeito Jacques Barbosa que vislumbra a melhoria da infraestrutura aeroportuária como fator prioritário para o desenvolvimento do turismo nas Missões. O chefe do Executivo defende que os recursos para realizar os investimentos de ampliação sejam incluídos no Orçamento Geral da União e propôs uma ampla articulação política com parlamentares da região. Jacques ressaltou que os voos comerciais da Azul Linhas Aéreas estão consolidados, com ocupação média de 85% das aeronaves. No entanto, projeta que para a inclusão das Missões em pacotes turísticos nacionais e internacionais, o aeródromo local precisa suportar o pouso de aeronaves com maior capacidade de passageiros. Atualmente, apenas aeronaves com 72 passageiros são suportadas.

O Ministro Nardes, que estará palestrando no Fórum Gramado de Estudos Turísticos, evento agendado para abril deste ano, na cidade de Gramado, argumentou que a Região das Missões precisa elaborar um grande projeto turístico envolvendo indústria, comércio, o setor de prestação de serviços e, principalmente, a população. “É preciso partir da capacitação dos agentes envolvidos, em todos os setores, e envolver a comunidade na definição de uma agenda futura para o setor do turismo”, ponderou.

Fotos: Fernando Gomes