Secretário Cavalheiro reforça importância das ações preventivas contra a dengue

O secretário municipal de Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, confirmou na manhã desta quarta-feira, 8, que Santo Ângelo tem 81 casos confirmados de dengue e, por isso, a necessidade da conscientização da população em torno das ações de prevenção.
Cavalheiro salientou que nos últimos 15 dias os casos de dengue aumentaram na cidade e lembrou o óbito de uma idosa de 71 anos por dengue hemorrágica. Esse foi o primeiro caso de dengue hemorrágica registrado em Santo Ângelo e a primeira morte no Estado por essa versão da doença. “Estamos numa região endêmica para a dengue e todo o cuidado deve ser tomado. Mesmo com todas as ações que estão sendo realizadas pelo poder público, é importante estar consciente que a tarefa principal é cada um fazer a sua parte, eliminando possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti, vetor da doença, limpando os pátios e verificando os locais onde possa haver água parada”.
Também foi destacado pelo secretário o trabalho conjunto que é realizado entre a Secretaria Municipal e a 12ª Coordenadoria Regional de Saúde. Nos locais onde são notificados pelo município casos da doença, a Regional realiza a aplicação do chamado UBV costal e com os casos confirmados é realizado o chamado fumacê. Entretanto, Cavalheiro lembra que tanto o UBV costal como o fumacê atingem o mosquito adulto e não eliminam as larvas. “Se a eliminação dos possíveis focos não for feita pela comunidade, logo essas larvas se transformam em mosquitos e o ciclo recomeça”.
REFORÇO
Além das ações da força-tarefa de recolhimento de lixos e entulhos, Luís Carlos Cavalheiro cita ainda o reforço da equipa de combate a dengue da Vigilância Ambiental, com a contratação emergencial de mais dez pessoas. Seis delas já começaram a trabalhar nesta semana. Também foi realizada a compra de insumos para a aplicação dos inseticidas e equipamentos de proteção individual para os profissionais que realizam esse trabalho.
A força-tarefa é composta pelas secretarias municipais da Saúde, Vigilância Ambiental, Meio Ambiente, Obras e Serviços Urbanos, Transportes, Agricultura, Vigilância Sanitária com apoio do 1º B Com. O secretário informa que o trabalho de recolhimento é precedido da passagem de um carro de som nos bairros, orientando os moradores para que coloquem em frente às residências os materiais a serem coletados. “Isso é importante para que o descarte seja feito no dia correto, evitando que esse lixo permaneça nas calçadas”.

Texto: Hogue Dorneles
Foto: Fernando Gomes

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Santo Ângelo