“Queremos sintonia e coordenação de esforços entre Estado e municípios”, destaca Leite em transmissão pela internet

Na transmissão ao vivo pela internet que vem fazendo diariamente para atender a mídia e informar a população sobre a pandemia de coronavírus no Estado, o governador Eduardo Leite abordou as restrições adotadas por municípios. Ao ressaltar que cada prefeito tem legitimidade para definir as medidas restritivas que se enquadram com as necessidades e com a realidade de cada cidade, Leite destacou que busca a parceria dos prefeitos no combate à doença. 

“Os municípios e os prefeitos são peça fundamental neste momento. O momento é de união e de solidariedade entre todos. Queremos sintonia e coordenação de esforços, sem jogo de empurra de responsabilidades e sem medo de tomar medidas antipáticas. Estamos observando a evolução do quadro e não descartamos alterar determinações no futuro”, disse o governador.

Leite reforçou que as medidas tomadas até agora competem ao Estado, como a interrupção de transporte interestadual e a restrição de transporte intermunicipal e a suspensão de aulas da rede pública. Às prefeituras, cabe definir, até segunda ordem, de acordo com a incidência de casos e o número de habitantes, as necessidades de restrição total ou parcial de serviços, como o funcionamento do comércio.

Ainda nesta segunda-feira (30/3), o governador se reúne com a equipe técnica do Gabinete de Crise para discutir os próximos decretos. O governo estuda a possibilidade de estabelecer níveis para as medidas de restrição, levando em consideração porte do município, incidência da doença e número de internações hospitalares.

Texto e edição: Redação Secom

Fonte: Portal do Estado do Rio Grande do Sul