Como as MPEs da indústria podem minimizar os efeitos do isolamento social?

Diante das dificuldades que os empreendedores de vários segmentos da indústria já começam a sentir com a redução do consumo e a ociosidade da capacidade de produção, o Sebrae RS elencou ações que podem ser adotadas para minimizar esse impacto. O coordenador setorial da organização, Andrei Carletto, informa que as orientações vão desde renegociação com bancos e fornecedores, com aluguel e locação, passando por flexibilização da jornada e análise de concessão de férias coletivas, no caso de medidas envolvendo os colaboradores.

Também podem ser adotadas ações que resultem em melhor planejamento de venda/entrega e em novas formas de relacionamento com os clientes, adotando canais digitais para evitar contatos presenciais. Em relação à produção, uma das possibilidades a serem analisadas é a suspensão de algumas linhas de produção ou redução do mix de produtos para ficar concentrado naqueles com maior demanda ou rentabilidade.

As informações também estão disponíveis em e-book na página: www.sebraers.com.br/coronavirus.

Coronavírus: Como as MPEs da indústria podem minimizar os efeitos do isolamento social?

Confira algumas alternativas:

Financeiro

· Analisar a possibilidade de redução ou corte de custos fixos;

· Acompanhar direcionamentos ou políticas econômicas destinadas ao enfrentamento da crise;

· Monitorar a inadimplência, criar políticas de flexibilização dos recebíveis para fidelização e manutenção dos clientes.

Equipe / colaboradores

· Flexibilizar a jornada de trabalho em áreas possíveis de implementar;

· Analisar a possibilidade de férias coletivas;

· Consultar sindicatos patronais sobre medidas possíveis de serem implementadas a curto e médio prazos, sem danos aos colaboradores, a fim de preservar postos de trabalho;

• Antecipação de férias individuais;

• Direcionamento do trabalhador para qualificação.

Além das ações anteriores, consultar a Medida Provisória N.º 927, de 22/03/ 2020, que dispõe de medidas trabalhistas para enfrentamento do estado de calamidade pública e da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (covid-19).

Comercial

· Comunicação com clientes e fornecedores para um melhor planejamento de venda/entrega;

· Implementação de ferramentas tecnológicas que facilitem a comunicação.

Produção

· Analisar a necessidade de produção para estoque;

· Monitorar o recebimento e possíveis interrupções de insumos vitais para produção, principalmente nos produtos de maior demanda ou rentabilidade;

· Analisar a suspensão de algumas linhas da produção;

· Atentar para possíveis dificuldades logísticas para escoamento da produção, buscando alternativas de substituição ou parcerias.

Fonte: SEBRAE RS